terça-feira, 17 de novembro de 2009

Clock

Um segundo se passou, e nada. Dois segundos se passaram, e nada. De repente já passava de um minuto, mas só o que havia mudado eram os ponteiros no relógio. Eu não esperava que alguém segurasse a minha mão, até porque, eu também não esperava cair. O que eu verdadeiramente do fundo de peito esperava, era que o meu coração continuasse a bater. Depois de tanto desprezo algumas almas quebram, outras se despedaçam, mas a minha continuava intacta, e eu esperava profundamente que continuasse assim.
Eu não sabia o quanto eu podia suportar, mas garanto que quem não sofre, morre sem saber. Todos temos que ter uma boa dose de dor, sofrimento e falta de amor na vida, nem que seja por alguns minutos. Coisas que eu poderia ter segurado, as lágrimas, as palavras e a maldade, agora não importavam mais. E então, já passava de 10 minutos, parar o tempo agora seria impossível, muita coisa já havia acontecido

2 comentários:

  1. odeio esperar as coisas mudarem, mas ai me toquei que não basta esperar, tem de se agir também.

    ResponderExcluir
  2. É verdade, temos que agir também (Y)

    ResponderExcluir

Nunca sabemos de tudo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...