segunda-feira, 29 de março de 2010

Medo

Existe algo estranho na forma dos seus lábios, no modo como eles se movem, como eles se fecham e como sorriem.
Existe algo diferente no jeito que você me olha que você me encara, ou quando fecha os olhos e respira. Eu sinto medo do seu olhar.
Sinto medo de suas mãos, sinto medo de você. Medo do que pode acontecer.
Tenho um profundo medo de ter que te tocar. Seu cheiro me faz tremer e suspirar.
Minha alma se abala fácil com coisas fúteis. Abala-se fácil com você.
Não sou sensível a tudo, mas existe algo extremamente incomodo quando você pousa sua mão na minha. Nesse momento eu sinto mais medo ainda, principalmente de te perder.
A minha insignificância aumenta quando você vai embora, a solidão me domina, domina o meu corpo e me faz entrar em um escuro e profundo poço onde não existe mais nada além de mim e minha nervosa paixão por um ser que me faz suar e mostrar ao mundo quem eu sou de verdade, sem máscaras e nem esconderijos.
Talvez o medo seja insegurança, ou ainda nada seria além de algo sem sentimentos onde eu fujo de você, onde eu corro e peço para que nunca mais me encontre.
Eu tenho medo de você, medo do que pode acontecer.

5 comentários:

  1. Amei o texto, acho que descreve o meu momento!
    um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Parece um livro que li 'A menina amarela' tinha medo de sentir medo. Li e reli..adorei seu texto!

    BeijooO'

    ResponderExcluir
  3. Lindas palavras, me fizeram sentir como num livro. Amei de verdade xx

    ResponderExcluir

Nunca sabemos de tudo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...